Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial > Saúde > Profissionais da Saúde participaram de oficina na Cidade de Areia
Início do conteúdo da página

Profissionais da Saúde participaram de oficina na Cidade de Areia

Publicado: Sexta, 25 de Abril de 2014, 08h50 | Última atualização em Segunda, 11 de Janeiro de 2016, 08h54 | Acessos: 1010

Profissionais da saúde dos municípios de Arara, Areal, Areia, e Alagoa Nova participam da Oficina em Vigilância da Atenção Primária à Saúde - Vigilância em Saúde, realizada pelo Centro de Referencia Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande, o CEREST/CG e sediado no município de Areia, em parceria com as quatro prefeituras municipais.

Foto: Clemilson Santos
Foto: Clemilson Santos
O encontro foi realizado nesta quinta-feira (24), no Auditório do Pio XII e reuniu aproximadamente 70 profissionais entre gentes comunitários de saúde, auxiliares e técnicos de enfermagem, médicos, enfermeiros, educadores físicos e fisioterapeutas dos quatro municípios.
 
A oficina tem o objetivo de realizar o alinhamento conceitual sobre Vigilância em Saúde; compreender o conceito de Vigilância em Saúde e os componentes Epidemiológico, Sanitário, Ambiental e do Trabalhador. Também é destinada a exercitar a articulação sobre território, discutir a estruturação e as ações da Vigilância em Saúde, além das formas de integração das ações da Vigilância em Saúde com a Atenção Primária.
Segundo o Secretario de Saude de Arara que também participou do encontro disse que o objetivo e de qualificar os profissionais da saúde, proporcionando a eles maior conhecimento: “Nossa meta é formar multiplicadores para levar a oficina ao maior número possível de profissionais, garantindo assim a melhoria e a efetividade da estratégia de Atenção Primária em Saúde de Arara ”, disse.
Para a coordenadora do CEREST/CG, Ana Carla Souto Maior, o desafio é a integração da Vigilância em Saúde e da Atenção Primária. “Se a Atenção Primária não funcionar, o sistema de Saúde não funciona.com consequência, os pacientes das Unidades de Saúde superlotam os hospitais. Essa é mais uma razão pela qual se faz necessária a planificação”, disse a coordenadora.

A oficina é uma oportunidade de vivenciar o trabalho, e não apenas um curso. “A oficina desperta um processo de mudança que estamos construindo, gerando, e essa é a intenção e o desafio de Saúde e Gestão”, destacou a coordenadora.
 
Fonte: /
Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Arara
(83) 3369-1037 | comunicacao@arara.pb.gov.br
Web: www.arara.pb.gov.br
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página